Curiosidades jurídicas que poucos sabem

Você sabe o que é o Direito? Sabe quando surgiu o primeiro advogado no mundo ou quando houve o ingresso da primeira mulher nesse universo jurídico? Continue a leitura desse texto para ver as curiosidades e os pioneirismos nessa área!

O Direito é uma ciência a qual estuda a reunião de regras, normas e leis responsáveis pela manutenção e pelo regulamento da vida em sociedade, isto é, por meio de figuras denominadas de advogados há a garantia e a defesa de todo os direitos constitucionais que regem uma sociedade, que deve ser plural, democrática e justa.

O termo advogado tem derivação latina, advocatus, em que “ad” significa aproximação, perto ou junto e “vocare” significa chamar ou apelar para. Desse modo, trazendo para o contexto atual, quer dizer que um advogado é chamado para ser um representante judicial de alguém.

Hoje em dia existe uma gama de locais em que se pode encontrar um advogado, devido a disseminação dessa função para o mundo inteiro, diferente de antigamente. Atualmente, para encontrar alguém para defender os direitos de um cidadão basta procurar um escritório de advocacia confiável, o qual vai oferecer um profissional bem capacitado e qualificado.

 

OS PIONEIRISMOS DO UNIVERSO JURÍDICO

  • O PRIMEIRO CURSO DE DIREITO NO MUNDO: o primeiro curso de Direito no mundo surgiu na Itália, em 1150, na Universidade de Bolonha (a Universidade mais antiga em atividade da Europa, a qual foi fundada em 1088).
  • O PRIMEIRO CURSO DE DIREITO NO BRASIL: os primeiros cursos jurídicos brasileiros surgiram no ano de 1827, por Dom Pedro I. Um foi criado na cidade de Olinda, a qual permaneceu nessa cidade até em 1853, sendo transferida para Recife (capital de Pernambuco), dando origem, portanto, à Faculdade de Direito do Recife da Universidade Federal de Pernambuco e, o outro, foi criado em São Paulo, dando origem à Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.
  • A PRIMEIRA MULHER ADVOGADA: é de conhecimento geral que é da Antiguidade, em Roma, que levamos muito dos embasamentos jurídicos existentes nos dias atuais. Portanto, não podia ser diferente, foi em Roma que a primeira figura de advogada apareceu, chamada Carfânia. Apesar do extremo preconceito dos romanos, na época, essa mulher continuava a defender as causas, as quais defendia, com muito paixão, empenho e emoção, segundo textos históricos latinos.
  • A PRIMEIRA MULHER FORMADA COMO BACHAREL EM DIREITO NO BRASIL: o nome dessa mulher é Maria Augusta Saraiva, que se formou em 1902 na USP. Além disso, ela foi a primeira figura do sexo feminino a ser atuante no Tribunal do Júri, recebendo até um certo cargo de honra (Consultar Jurídica do Estado).
  • O PRIMEIRO ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA DO BRASIL: surgiu em 1942, em São Paulo, com José Martins Pinheiro Neto, iniciando suas atividades em 1946. O escritório Pinheiro Neto Advogados atua até hoje.
  • A PRIMEIRA PARTICIPAÇÃO POPULAR DO BRASIL: em 1963, durante o governo de João Goulart, foi consultada a opinião pública em relação à continuidade do parlamentarismo ou ao retorno do presidencialismo no país. Esse foi o primeiro referendo do Brasil e, assim, o povo escolheu a forma de governo presidencialista.
  • O PRIMEIRO AFRODESCENDENTE NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL: O nome dele é Pedro Augusto Carneiro Lessa, que acabou assumindo o cargo de Ministro do STF em 1907, por decreto do Presidente Afonso Pena.
  • O PRIMEIRO ADVOGADO DA HISTÓRIA: é difícil determinar quem foi a primeira figura representante de alguém, mas existem duas teorias: a primeira diz que foi o grego Demóstenes, no século IX a.C., defendendo a sociedade da grande ambição do rei da Macedônia. A segunda teoria acredita que foi Moisés, no século XV a.C., que atuou em defesa da libertação dos povos escravizados pelo Faraó Ramsés II.
  • A PRIMEIRA CONSTITUIÇÃO DA HISTÓRIA: a primeira constituição surgida do mundo foi a Constituição Americana ou Constituição dos Estados Unidos, promulgada em 1787. Logo em seguida, em 1791, surgiu a Constituição da França.
  • A PRIMEIRA CONSTITUIÇÃO DO BRASIL: o que muitos não sabem é que, desde a Independência do Brasil, o país já teve sete Constituições diferentes. A primeira foi no período Imperial, em 1824. Depois vieram as de 1891, de 1934, de 1937, de 1967 e, finalmente, a de 1988, que permanece sendo a utilizada até hoje.
 

CONCLUSÃO

É notório a importância de indivíduos habilitados a dar assistência jurídica, defendendo os direitos de cada cidadão, zelando pela pluralidade, pela justiça e pela democracia. Com o Direito e os advogados ou bacharéis em direito, a ordem da sociedade é assegurada, visto as regras, leis e normas existentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *